24 de abr de 2013

Mais de 2,3 milhões morrem por ano devido a doenças e acidentes de trabalho


A cada 15 segundos, segundo a OIT, um trabalhador ao redor do mundo morre de acidentes ou doenças relacionadas com o trabalho; 160 milhões também sofrem de doenças não letais
24/04/2013
Vivian Fernandes
A cada 15 segundos, um trabalhador ao redor do mundo morre de acidentes ou doenças relacionadas com o trabalho. Por ano, o número de pessoas que chegam a morrer devido a enfermidades laborais é de 2,02 milhões. Outros 321 mil trabalhadores falecem a cada ano como consequência de acidentes durante o serviço.
Os dados mundiais da Organização Internacional do Trabalho (OIT) são lançados às vésperas do Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, marcado para o próximo domingo (28).
O órgão alerta ainda que 160 milhões de pessoas sofrem de doenças não letais relacionadas ao trabalho. E, 317 milhões de acidentes laborais não mortais ocorrem a cada ano. Isso representa uma média de 115 trabalhadores sofrendo um acidente no trabalho a cada 15 segundos.
Para a OIT, esse quadro é inaceitável. A organização acredita que a falta de prevenção das enfermidades profissionais gera altos custos para toda a sociedade, com impacto na produtividade e no sistema de seguridade social. Além dos já causados às vítimas e seus familiares.
A OIT aposta na prevenção como o melhor método de evitar esses problemas. Este ano, o órgão faz um apelo aos governos, empresas e trabalhadores para desenvolverem políticas e estratégias de prevenção às mortes e doenças relacionadas ao trabalho.
Foto: Publico PT